Sete dicas de segurança para recursos móveis
06
junho
2013

Aumenta 164% a venda de tablets no Brasil, mas apenas 27% de investimentos em segurança de dados móveis. Especialista atenta para vulnerabilidade de dados

Segundo dados divulgados pela IDC, a venda de tablets está em ritmo acelerado no Brasil. A entidade calcula que foram vendidos 4,7 milhões de aparelhos móveis somente no primeiro trimestre deste ano. Só os tablets registraram a marca de 164% de crescimento. “O que causa preocupação ao mercado de segurança de dados, já que o investimento em vulnerabilidade foi de apenas 27%”, destaca Antonio Mocelim, diretor da M3Corp, especializada em segurança corporativa, com mais de 10 anos de atuação.

“O passo inicial é criar uma estratégia dentro do ambiente de trabalho com políticas adequadas e procedimentos tecnológicos. Cresce o consumo, cresce também a vulnerabilidade do usuário e a inteligência de quem ataca”, destaca Mocelim.

Seguindo as 7 dicas dadas pela M3Corp as empresas podem garantir menos perdas e maior segurança.

1. Desenvolver estratégia empresarial para segurança móvel: Não para limitar a utilização dos dispositivos, mas para aceitar que eles são um modo de vida. Eles aumentam a eficiência dos funcionários, tal como a flexibilidade e velocidade na implantação de novos aplicativos;

2. Realizar uma auditoria:Para determinar onde notebooks e outros dispositivos móveis são utilizados dentro da empresa. Uma auditoria ajuda a entender o nível de risco e as tecnologias que limitam o acesso ou a transferência de informações confidenciais;

3. Classificação dos funcionários de dados sensíveis: Eles podem ser classificados da seguinte forma, dados regulamentados (cartões de crédito, dados de saúde), não-regulamentados (histórico de compras, navegação), dados dos funcionários e não-regulamentados confidenciais de negócios (IP, financeiro);

4. Criar política global: Ela deve abordar riscos associados a cada dispositivo e os procedimentos de segurança que devem ser seguido;

5. Estabelecer práticas de monitoramento rigoroso e implementar tecnologias de base: Para assegurar que as políticas e diretrizes sejam cumpridas;

6. Desenvolver a prática de desligar as configurações de segurança, ou “jailbreaking”: Pesquisas mostram que os funcionários desligam os recursos de segurança de seus dispositivos móveis, causando problemas para a segurança das informações e,

7. Estabelecer responsabilidades organizacionais: As empresas tem a responsabilidade de determinar políticas, procedimentos e tecnologias necessárias para a segurança dos dispositivos móveis, e os funcionários devem estar cientes de suas responsabilidades e da importância do uso responsável dos dispositivos.

“É importante que as políticas de segurança sejam seguidas e ter certeza de que os mecanismos estão no lugar para detectar as falhas e punir os funcionários negligentes ou maliciosos. Os colaboradores tem que entender que eles também são responsáveis pela segurança dos dados”, finaliza o diretor.

Sobre a M3Corp (www.m3corp.com.br): Especializada em serviços de internet, a M3Corp possui profissionais com mais de 10 anos de experiência no mercado. Entre seus serviços estão: Consultoria, com destaque ao SaaS. Com cerca de 70.000 licenças, mais de 170 canais e 50 parceiros na América Latina, entre Chile, Colombia, Mexico e Equador, a M3Corp é referência em segurança antivirus para o mercado corporativo.

Fonte:
http://www.m3corp.com.br/sete-dicas-de-seguranca-para-recursos-moveis/

  • 804 View
  • Leave a Comment